Doutoramento em Engenharia Química e Bioquímica

Ensino

Doutoramento em Engenharia Química e Bioquímica

Entrou em funcionamento em 2009/2010. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 240 (4 anos).

Objetivos

O Programa Doutoral em Engenharia Química e Bioquímica (PDEQB) pretende ser um projecto de excelência ao nível do 3.º Ciclo de Formação, fortemente orientado para a investigação, e suportado na experiência comprovada dos docentes e investigadores da Secção de Engenharia Química e Bioquímica do Departamento de Química da FCT NOVA e dos laboratórios de I&DT associados.

O PDEQB visa formar profissionais altamente qualificados, capazes de desempenhar um papel de relevo ao nível da investigação, do ensino, do empreendedorismo e da liderança em Engenharia Química e Engenharia Bioquímica e, horizontalmente, em áreas afins tais como o Ambiente, a Energia e os Materiais.

São objectivos centrais do garantir que o titular deste grau seja dotado das seguintes capacidades:

  1. Capacidade de compreensão sistemática em situações novas ou contextos alargados e multidisciplinares nos vários domínios da Engenharia Química e Engenharia Bioquímica;
  2. Tenha adquirido, através das componentes do Curso de Doutoramento e do trabalho de investigação desenvolvido para a elaboração da respectiva Tese, competências, aptidões e métodos de investigação associados à Engenharia Química e Engenharia Bioquímica, nas suas várias vertentes;
  3. Capacidade de conceber, de projectar e de desenvolver investigação científica original em Engenharia Química e Engenharia Bioquímica, identificando os métodos de investigação adequados para a resolução de problemas complexos e sem solução única, em situações novas ou contextos que exigem utilização de conhecimentos multidisciplinares;
  4. Ter realizado um conjunto significativo de trabalhos de investigação original e competitiva, em respeito pelas exigências e padrões de qualidade internacionalmente aceites; pelo menos parte dos resultados dessa investigação deve ter sido publicada ou ter sido aceite para publicação em revistas da especialidade com um sistema de avaliação independente;
  5. Ser capaz de analisar criticamente os resultados obtidos, de avaliar e de sintetizar situações novas e complexas, de desenvolver soluções e de tomar decisões em situações de informação limitada ou incompleta, e de avaliar a sua adequação;
  6. Ser capaz de comunicar com os seus pares, com a restante comunidade académica e a com sociedade em geral sobre a área em que são especializados, bem como formular raciocínios e tirar conclusões de forma clara e sem ambiguidades;
  7. Ser capaz de, recorrendo aos seus conhecimentos e/ou resultados de investigação, exemplificar a interligação entre conhecimento e tecnologia e reflectir sobre a relevância de ambos para o progresso social, cultural ou tecnológico.

O Programa Doutoral em Engenharia Química e Bioquímica destina-se a portadores de um grau de Mestre (2.º Ciclo ou equivalente) que possuam sólida formação em áreas tradicionalmente associadas á Engenharia Química e Engenharia Bioquímica ou em áreas de fronteira que se entrecruzam com esta, tais como o Ambiente, a Energia e os Materiais.

Os destinatários preferenciais do Programa Doutoral em Engenharia Química e Bioquímica são candidatos motivados para o desenvolvimento de carreira científica, sem discriminação de nacionalidade:

  1. Jovens altamente qualificados de todo o mundo, pretendendo uma especialização científica aprofundada com as características de um Doutoramento;
  2. Colaboradores de Empresas e Organizações carecidas de competências avançadas;
  3. Docentes e Investigadores de Escolas de Ensino Superior;
  4. Investigadores em Institutos e Centros de Investigação

Plano curricular

O Programa Doutoral está estruturado numa componente curricular (Curso de Doutoramento) com 60 ECTS, com a duração de dois semestres, seguindo-se uma componente de investigação (Tese de Doutoramento) com 180 ECTS, correspondente a um período de seis semestres de trabalho em tempo integral. A cada estudante é atribuído, pela Comissão Científica, um Tutor (que poderá ou não vir a ser o futuro orientador), que o orientará nas suas escolhas durante o Curso de Doutoramento.

A componente curricular inclui disciplinas obrigatórias (Empreendedorismo e Preparação do Projecto de tese), disciplinas optativas integradas em cinco grandes áreas científicas (Engenharia Química, Engenharia Bioquímica, Química, Ciências da Engenharia, e Ciências Sociais e Económicas), e uma disciplina optativa direccionada pertencente às áreas científicas de Engenharia Química ou Engenharia Bioquímica, cujo conteúdo deve ter grande afinidade com o tema da dissertação.

Os elementos diferenciadores entre as duas especialidades do PDEQB — Engenharia Química e Engenharia Bioquímica — são o plano de estudos definido individualmente para cada aluno pela Comissão Científica coadjuvada pelo Tutor, o conteúdo programático da Disciplina Optativa Direccionada e o tema da Tese de Doutoramento.

Saídas profissionais

Os engenheiros químicos e engenheiros bioquímicos trabalham numa ampla gama de indústrias, incluindo a petroquímica e gás natural, síntese de produtos químicos, produção de polímeros e plásticos, industria alimentar, indústria farmacêutica, nanotecnologia e novos materiais, tratamento de efluentes, biotecnologia, protecção ambiental e controlo de qualidade. As saídas profissionais potenciais incluem as áreas avançadas de produção, desenvolvimento de processos, desenho e construção de plantas industriais, e investigação aplicada e fundamental.

Os doutores em Engenharia Química e Bioquímica terão adicionalmente oportunidades profissionais em centros de investigação ou investigação e desenvolvimento associados a instituições públicas e privadas, e nas instituições de ensino superior.

Regulamento do curso

Horário de funcionamento:

Diurno

Propinas:

Estudantes nacionais: 2.750€

Estudantes internacionais: 2.750€

Prazo de candidatura:

1ª Fase: 7 de abril a 23 de junho
2ª Fase: 26 de agosto a 8 de setembro
3ª Fase: a divulgar oportunamente

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2017/2018

Vagas para 2017/2018 :

15

Regras de acesso:

  1.  Possuir o grau de Mestre ou o equivalente legal em Engenharia Química e Bioquímica ou afim;
  2. Possuir uma licenciatura em Engenharia Química ou afim com uma classificação mínima de 14 valores e ser detentor de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo conselho científico;
  3.  Possuir uma graduação em Ensino Superior, obtida em instituição nacional ou estrangeira, reconhecida como apropriada pela Comissão Científica do Programa e ser detentor de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo conselho científico; 
  4. Possuir um currículo profissional ou científico reconhecido como relevante e apropriado pelo Conselho Científico, sob proposta da Comissão Científica do Programa.

Os candidatos devem ter um bom domínio, falado e escrito, da língua inglesa, podendo, em casos justificados, a Comissão Científica aceitar candidatos noutras condições. 

 

Local e forma de candidatura: 
online

 

Documentação do processo de candidatura:

  1. Certificado de habilitações discriminando as classificações obtidas;
  2. Curriculum vitae e profissional;
  3. Documento de identificação

Critérios de seriação:

A selecção dos candidatos é da responsabilidade da Comissão Científica do doutoramento através da apreciação da documentação apresentada, podendo convocar para uma entrevista os candidatos potencialmente elegíveis. 

Coordenador do curso:

Professor José Paulo Mota

pdeqbq.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Ef 3075/2011 em 18/03/2011

A3ES

Acreditação em 05/03/2015, por 6 anos

Sobre o Departamento de Química

O Departamento de Química (DQ) constitui uma unidade de ensino e de investigação da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Nova de Lisboa (UNL), vocacionada para a qualidade do ensino, o progresso da investigação e a prestação de serviços especializados à comunidade nas áreas fundamentais da Química, Engenharia Química e Bioquímica e Biofísica. O DQ, criado em 1981, tem reconhecida implementação no mercado de ensino e de trabalho, em particular devido à então novidade e especificidade introduzida pela Licenciatura em Química Aplicada, com o qual se iniciou o ensino da Química na Faculdade.

Saber mais