Mestrado em Urbanismo Sustentável e Ordenamento do Território

Education

Mestrado em Urbanismo Sustentável e Ordenamento do Território

(em associação com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL).

Este curso só funcionará se tiver 10 ou mais inscrições confirmadas, conforme decisão do Conselho Executivo da FCT NOVA.

Objectives

A emergência das novas problemáticas relacionadas com a sustentabilidade da cidade, do ambiente urbano e do ordenamento do território, originou a necessidade de especialistas com uma formação específica na área do Urbanismo Sustentável, Ambiente Urbano e Ordenamento do Território.
 
Este mestrado tem por objectivo proporcionar uma aprendizagem dos conceitos e ferramentas necessários para a promoção e avaliação da sustentabilidade urbana e territorial, bem como dotar os alunos com capacidades inovadoras para a prática e  investigação nas áreas do urbanismo e do ordenamento do território.
 
Os alunos deverão ficar aptos a:

  • Combinar conceitos teóricos e instrumentos numa perspectiva de intervir de forma sustentável nos territórios urbanos.
  • Desenvolver capacidades de recolha e tratamento de informação com recurso às mais recentes tecnologias (SIG, Detecção Remota, CAD, entre outras de suporte à elaboração dos documentos formais dos planos - parte gráfica).
  • Desenvolver capacidades de diagnóstico territorial, auditorias urbanas e na formulação de estratégias de intervenção numa perspectiva sustentável.
  • Desenvolver e aplicar métodos e técnicas inovadoras e eficazes de planeamento e gestão sustentável de territórios urbanos.
  • Desenvolver e aplicar processos de monitorização e avaliação de projectos, programas e planos.

Plano de estudos

Curriculum

Career opportunities

Trata-se de uma área emergente, com um novo mercado profissional no sector público e privado. O Mestre em Urbanismo Sustentável e Ordenamento do Território será um profissional que poderá actuar:

  • nas grandes e pequenas empresas de consultoria, projecto e auditoria na área do urbanismo, ordenamento do território, engenharia, ambiente, arquitectura, economia e gestão, entre outras.
  • na área da consultoria, projecto e auditoria de organizações do sector público responsável pelo urbanismo e ordenamento do território;

 Pelo seu impacto na qualidade de vida das comunidades é igualmente uma área de investigação científica da maior relevância. O programa também prepara os alunos para prosseguirem doutoramento.

Plano de Estudos (PDF)

Visita Técnica a Barcelona

No 3º semestre, integrado  no Projecto em Urbanismo Sustentável e em Ordenamento do Território, realizar-se-á conjuntamente com a Universitat Politécnica de Catalunya um workshop em Barcelona.

 

INFORMAÇÃO ADICIONAL

Folheto do Curso

Propinas (a confirmar)

Propinas Estudantes Nacionais: 2.900 €/total = 1.450 € (1º ano) + 1.450€ (2º ano)

Propinas Estudantes Internacionais: 3.800 €/total = 1.900 € (1º ano) + 1.900 € (2º ano)

Regulation

Schedule

Horário Pós-Laboral:

  • sexta-feira à tarde
  • sábado (todo o dia)

Applications

1ª Fase: 1 de maio a 30 de junho

2ª Fase: 26 de agosto a 5 de setembro de 2019

Os candidatos aceites terão de pagar (no prazo máximo de 7 dias seguidos a partir da data de colocação) uma taxa no valor de 100 euros, não reembolsável, a deduzir, após a matrícula, no valor total da propina.
O não-pagamento dentro deste prazo implica a exclusão automática do candidato. Não são consideradas exceções  nem pagamentos em atrasoQualquer pagamento realizado fora de prazo não será restituídomantendo-se o candidato excluído.

Applications

Entrance requirements for the 2019/2020 academic year

Vacancies for 2019/2020:

30
Edição na FCT

Admission rules:

  1. Titularidade de um 1º ciclo ou de um grau de licenciado ou mestre, ou habilitação legalmente equivalente, conferido por instituição de ensino superior, nacional ou estrangeira, em áreas relacionados com o estudo da cidade, da sustentabilidade e do ordenamento do território, tais como: engenharia do ambiente, geografia, arquitectura, arquitectura paisagísta, urbanismo, engenharia civil, sociologia, direito, transportes, economia, história, ecologia, biologia, geologia, ou outras formações afins a analisar pela comissão científica do curso.

Ranking:

  1. Classificação do 1º Ciclo, da licenciatura, do mestrado  ou habilitação legalmente equivalente;
  2. Curriculum académico e científico;
  3. Curriculum profissional;
  4. Desempenho em eventual entrevista.

Course coordinator:

Professor João Farinha jrf@fct.unl.pt
Professora Margarida Pereira emapp@fcsh.unl.pt

musot.coordenador@fct.unl.pt

Registration and Accreditation

DGES

Registration number R/A-Cr 92/2011 on 27/07/2011

A3ES

Accreditation on 21/02/2018, for 2 years

Presentation video

About the Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente

O Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente (DCEA) da FCT NOVA, criado em 1976, foi pioneiro no ensino da Engenharia do Ambiente integrando competências fundamentais de diversas engenharias, como a matemática, a física e a química, com áreas científicas, como a ecologia e a economia do ambiente, e novas tecnologias ambientais e digitais, assumindo a interdisciplinaridade como a sua principal marca.

Com um corpo docente de 36 professores doutorados, 70 investigadores, 10 técnicos e 4 colaboradores administrativos, o DCEA acolhe dois centros de investigação (CENSE e MARE) como pilares do ensino e do conhecimento que promove, trabalhando diariamente para concretizar a sua missão: Recentrar a Engenharia do Ambiente no Século XXI, como competência central no mercado de trabalho; motor de investigação, desenvolvimento e inovação; promotora de mudanças societais.

Dotado de laboratórios de ensino e investigação, suportado por projetos de investigação nacionais e internacionais, com a indústria e organismos de política pública, o DCEA assegura a formação de Engenheiros do Ambiente de elevada qualidade científica e técnica, preparados para o mercado nacional e internacional, numa vasta gama de funções e responsabilidades, incluindo a promoção do próprio emprego a partir de programas de inovação que gere como o Climate-KIC.

More info