Mestrado em Estatística para a Saúde

Ensino

Mestrado em Estatística para a Saúde

Objetivos

O Mestrado em Estatística para a Saúde tem como objectivo formar pessoas com conhecimentos e competências teóricas fundamentais em estatística e com as competências práticas necessárias para aplicar corretamente os métodos estatísticos mais usualmente empregues na área das ciências da saúde, na investigação médica e na epidemiologia.
 
Pretende-se dotar os alunos com conhecimentos estatísticos que permitam resolver adequadamente problemas da área da saúde, nomeadamente na seleção do desenho de estudo mais adequado para responder a uma determinada questão de investigação e nas técnicas estatísticas mais apropriadas à análise de diferentes tipos de dados; na descrição das hipóteses e pressupostos associados a cada tipo de metodologia estatística; na correta aplicação e interpretação dos resultados das análises estatísticas, compreendendo até que ponto as mesmas permitem responder/clarificar as questões de investigação; na gestão e analise de bases de dados complexas e de grande dimensão, nomeadamente no que diz respeito à limpeza dos dados, codificação e armazenamento; na avaliação crítica da utilização da estatística na literatura científica da área das ciências da saúde.

Plano curricular

Saídas profissionais

Tratando-se de um 2.º ciclo, oferecido em regime pós-laboral, muitos dos graduados deste ciclo de estudos estarão já empregados, permitindo este curso a reorientação profissional numa área considerada das mais atraentes do mercado de trabalho atual. Os graduados deste curso poderão vir a exercer a sua atividade como bioestatísticos, analistas de dados em qualquer instituição de cuidados de saúde, epidemiologistas, investigadores e docentes em bioestatística e epidemiologia. Adicionalmente, e porque o programa de curso é consonante com outros oferecidos no espaço europeu, os graduados poderão também concorrer a postos de trabalho no mercado internacional, por exemplo, em organizações não governamentais, agências internacionais e instituições de ensino.

Horário de funcionamento:

Pós-laboral, com recurso sempre que possível a plataformas de eLearning e sistema de streaming (webminars)

Propinas:

1.º ano: 2000 Euros; 2.º ano: 1000 Euros

Prazo de candidatura:

(as candidaturas decorrem no IHMT)

1.ª fase

Abertura das candidaturas: 15 de Junho de 2017 a 15 de Julho de 2017

Avaliação das candidaturas: 16 Julho de 2017 a 30 de Julho de 2017

Comunicação dos resultados: Até 31 de Julho de 2017 

2.ª fase

Abertura das candidaturas: 15 de Agosto de 2017 a 30 de Agosto de 2017

Avaliação das candidaturas: 31 Agosto de 2017 a 14 de Setembro de 2017

Comunicação dos resultados: Até 15 de Setembro de 2017

Mais informação

Condições de acesso para o ano letivo de 2017/2018

Vagas para 2017/2018 :

20

Regras de acesso:

Podem candidatar-se ao acesso ao Ciclo de Estudos de Mestrado em Estatística para a Saúde:

a. Titulares do grau de licenciado do 1º ciclo ou equivalente legal das áreas de Ciências Exactas, Ciências da Saúde e áreas afins, com preparação mínima de base em Matemática; 

b. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º. ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;

c. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelos Conselhos Científicos da Faculdade de Ciências e Tecnologia e do Instituto de Higiene e Medicina Tropical;

d. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do curso.

Critérios de seriação:

- Classificação de licenciatura;

- Currículo académico e científico;

- Currículo profissional;

- Eventual entrevista.

Coordenador do curso:

Coordenador FCT: Professora Isabel Natário (Departamento de Matemática)

Coordenador IHMT: Professora Maria do Rosário O. Martins

Sobre o Departamento de Matemática

O Departamento de Matemática (DM) é uma unidade de ensino e investigação permanente da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT NOVA). No DM são desenvolvidas múltiplas atividades no domínio da Matemática que vão do ensino e da investigação à promoção e divulgação, passando pela formação ao longo da vida e pela prestação de serviços à comunidade. O DM é constituído por 83 docentes, dos quais 79 são doutorados.

O DM é responsável pela Licenciatura em Matemática, pelo Mestrado em Matemática e Aplicações, pelo Mestrado em Ensino de Matemática no 3º ciclo do Ensino Básico e no Secundário, pelo Doutoramento em Matemática da UNL e pelo Programa Doutoral em Estatística e Gestão do Risco. O DM assegura ainda o ensino das disciplinas propedêuticas da área de Matemática dos diversos cursos da FCT NOVA.  

Saber mais