Perguntas mais frequentes - 7. Época Especial

A informação sobre a Época Especial pode ser encontrada aqui. Os alunos de 3.º ciclo não têm acesso à Época Especial.

O Despacho de Acesso à Epoca Especial para os MIs diz:

"São Finalistas, para efeitos de acesso à Época Especial, os estudantes que, no início de cada ano letivo, se encontrem no 3.º e 4.º anos curriculares (finalistas da componente de 1.º ciclo) ou no 5.º ano curricular (finalistas do mestrado integrado), a quem faltem, depois da Época de Avaliação do 2.º semestre de cada ano letivo, no máximo...."

Significa isto que só têm acesso à Epoca Especial, automaticamente, os estudantes que, no início do ano letivo, estão ainda nos 3.º e 4.º anos curriculares e, se no fim desse ano letivo, lhe faltarem até três cadeiras do 1.º ciclo para terminar o "curso" de 1.º ciclo.

Não. Só é preciso meter requerimento quem não tem acesso, por direito, à Época Especial. A maior parte das vezes, considerando as razões que habitualmente aparecem, estes pedidos não são aceites.

Normalmente, tal acontece porque as notas ainda não foram todas lançadas (a verde no CLIP; a laranja não chega) e, portanto, para o CLIP faltam-vos mais do que três cadeiras para acabar o curso. Assim, não são Finalistas para efeitos de acesso à Época Especial. Terão de esperar pelo lançamento de todas as notas.

Provavelmente está Excluído(a) na sua nota de Frequência. Confirme. Neste caso, não há maneira de ter acesso à Época Especial a não ser que o docente da cadeira altere a sua nota de Frequência.

Ou então, a nota dessa cadeira nas épocas anteriores deste ano ainda não foi lançada.

No sítio habitual de todos os exames de todos os semestres. Em Ano Letivo e depois no ano a que se refere a Época Especial. Em seguida, em Exames - 1.º semestre e/ou 2.º semestre -  consoante os casos.

Atenção: as salas não aparecem logo desde o início mas aparecerão certamente ANTES da data dos exames.

A EE não serve para colmatar faltas a exames por motivo de doença no dia do exame. Com ou sem atestado médico.

Não. A Época Especial não foi criada para "tornear" as normais regras de inscrição da FCT NOVA.

A Época Especial (EE) é, isso mesmo: Especial. É só para alguns estudantes, em algumas situações. Por outro lado, existem exames de EE de cadeiras do 1.º e do 2.º semestre. De um qualquer ano. Um dado aluno finalista faz umas cadeiras; outro aluno finalista do mesmo cursos faz outras; outro ainda faz uma mistura das disciplinas dos dois colegas anteriores. 

Considerem um exemplo:

1) O último diz da Ep. de Recurso é dia 3 de julho

2) O último dia de lançamento de notas do 2.º semestre é dia 13 de julho. Portanto, os últimos chumbos sabem-se dia 13.

3) O último dia de inscrição em EE é 16 de julho.

4) Portanto, só dia 17 é que sabemos exatamente todas as inscrições e todos os exames de EE que existem e que têm que ser marcados e que podem ser de qualquer semestre, de qualquer ano, de qualquer curso e qualquer combinação de três exames para os finalistas ou TEs; ou Dirigentes Associativos; ou Atletas de Alta Competição.

5) Portanto, só a partir de dia 17 é que podemos desenhar um Calendário de Exames sem absolutamente nenhuma sobreposição para um qualquer aluno.

6) Por outro lado, qualquer aluno que vá a EE SABE a que cadeiras vai, mesmo antes das datas de exame, e pode começar a estudar logo que queira. Não sabe a ordem dos exames a não ser dia 19-20 mas não é por isso que está à espera de saber o que tem que estudar porque já se inscreveu e sabe o que tem que fazer.

Não. As Melhorias não poderão ser realizadas em Época Especial. São exceção as melhorias ad hoc no fim dos cursos de 1.º e 2.º ciclos e no fim dos Mestrados Integrados. Claro que estas Melhorias só podem ser feitas com os respetivos cursos terminados.