Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Ensino

Mestrado Integrado em Engenharia Informática

O Mestrado em Engenharia Informática da FCT NOVA é pioneiro no ensino da Engenharia Informática em Portugal, aliando excelência de ensino e investigação acumulada em 44 anos de experiência. Tem uma visão moderna da formação de um Engenheiro Informático estimulando as capacidades de conceção e implementação de soluções inovadoras e de qualidade. O curso recebeu em 2017 a marca de qualidade europeia EUR-ACE®. Desde 1999, o Departamento de Informática da FCT NOVA graduou mais de dois mil licenciados e mestres em Engenharia Informática.

Objetivos

O Mestrado Integrado em Engenharia Informática tem como objetivo formar Engenheiros Informáticos de conceção habilitados a desenvolver atividades de projeto, liderança, e inovação, por vezes em contexto de investigação, e com bases para aceder a um 3º Ciclo.

O MIEI é compatível com os princípios de Bolonha, visando a formação em 5 anos de engenheiros com o grau de mestre (Mestrado Integrado) através da integração coordenada de dois ciclos de estudos.  O 1º ciclo concede o grau de Licenciado em Ciência e Engenharia Informática, que permite uma primeira certificação e mobilidade, ao qual se sucede o 2º ciclo, que finaliza a formação completa a nível de engenharia de concepção, certificada com o grau de Mestre em Engenharia Informática, e com a acreditação de nível E2 pela Ordem dos Engenheiros.

A Engenharia Informática é a disciplina técnica e científica que permite conceber e construir sistemas de informação empresariais, serviços como o Google, o Facebook, os controladores de voo dos aviões, o iPod, os sistemas de previsão metereológica, os jogos de computador, os media, o Cloud Computing, as aplicações web, o processamento de imagens e multimédia, os serviços de telecomunicação.

Os Engenheiros Informáticos são responsáveis pela conceção e construção dos inúmerios sistemas informáticos que desempenham um papel imprescindível na sociedade, na indústria, nos serviços, nos transportes e telecomunicações, na saúde, nas engenharias clássicas, no ambiente, e até nas artes e lazer.

O MIEI forma Engenheiros Informáticos solidamente preparados para participar na construção dos sistemas e das tecnologias da informação do futuro.

Plano curricular

Saídas profissionais

Empregabilidade muito elevada com antigos alunos ocupando posições de liderança em empresas nacionais e internacionais. Os nossos profissionais ingressam em empresas tecnológicas e desenvolvem start-ups impulsionados pelas competências avançadas em sistemas distribuídos, computação na Cloud, inteligência artificial e aprendizagem automática, ferramentas para a saúde e mídia digital, engenharia de software, segurança e confiabilidade de software. Oportunidade de realização de estágios e dissertações em empresas.

Propinas 2021/2022

Estudantes nacionais: 697 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual
 
(Os estudantes de países da CPLP poderão candidatar-se a uma redução de até 50% da propina, mediante a avaliação das seguintes condições:

a) 1º Inscrição: os estudantes devem evidenciar através dos seus certificados académicos que o seu desempenho escolar se situa no primeiro quartil da escala de avaliação utilizada no sistema do seu país ou escola de origem;
b) Inscrições posteriores (independentemente do ano de ingresso): exclusivamente por mérito escolar, isto é, aprovação em todas as UC em que o estudante se inscreveu no ano anterior, perfazendo 60 ECTS em cada ano.)

SEM INGRESSOS A PARTIR DE 2021/22

Coordenador do curso:

Professor Carlos Damásio

miei.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 21/2013/AL01 em 18/01/2016

A3ES



Acreditação prévia em 18/02/2013, por 6 anos

Sobre o Departamento de Informática

O Departamento de Informática é uma instituição pioneira e de referência no ensino superior e na investigação científica em Informática em Portugal, tendo já formado milhares de engenheiros informáticos. Atualmente é responsável pela formação de mais de 1200 alunos inscritos em vários cursos e em diversos níveis de formação.

Muitos dos nossos docentes estão associados ao desenvolvimento da Informática no País, por exemplo, na primeira ligação nacional à Internet, na formação dos primeiros doutorados, e na afirmação de Portugal na investigação e inovação em Informática.

Saber mais