Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial

Ensino

Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial

O Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (MEGI) da Nova School of Science & Technology | FCT NOVA visa formar profissionais com o perfil transversal que caracteriza a formação nesta área da Engenharia. O Mestrado aprofunda temáticas e desenvolve competências mais especificas em Logística, Produção e Projetos, Qualidade, Fatores Humanos, Sistemas de Informação, Dados e Decisão, entre outras. Esta formação de natureza transversal é muito ajustada às necessidades das actuais organizações, o que se traduz em excelentes níveis de empregabilidade.

O MEGI corresponde ao segundo ciclo da desintegração do Mestrado Intregrado em Engenharia e Gestão Industrial (MIEGI) e decorre em quatro semestres, três deles com diferentes unidades curriculares, com um variado leque de opções, e o último dedicado à Dissertação.

Objetivos

A natureza transversal da Engenharia Industrial leva a que os profissionais desta área sejam procurados por organizações muito diversificadas, de empresas de telecomunicações à indústria automóvel ou às empresas de consultoria. Assim, o objectivo do MEGI é o de formar profissionais com competências multidisciplinares que lhes permitam:

  • Trabalhar em diferentes sectores de actividade, desde a indústria tradicional ao sector financeiro
  • Combinar competências técnicas de Engenharia e Gestão, com uma visão empresarial e conhecimento do mercado em que actuam
  • Saber como analisar grandes volumes de dados para uma melhor tomada de decisão , nomeadamente no contexto e desafios da Indústria 4.0
  • Estar muito focados em processos, desde a sua concepção até à sua implementação e controlo
  • Seleccionar e propor soluções que sejam técnica e economicamente competitivas
  • Ter espírito empreendedor, sendo capaz de identificar ideias e oportunidades, compreendendo os desafios de novos projectos
  • Conceber, coordenar e executar projectos empresariais e/ou de I&D

Corpo Docente

O Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial tem o mesmo corpo docente do Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial, por isso com uma vasta experiência, acumulada ao longo de mais de uma década.

A maioria dos docentes são investigadores na Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Engenharia Mecânica e Industrial, um centro de investigação com avaliação de Excelente que está associado ao Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial (UNIDEMI, https://www.unidemi.com/).

Ligações externas

Programa Erasmus+ - Ao abrigo do programa Erasmus+, os estudantes têm a possibilidade de realizar um período de estudos numa universidade europeia, como parte integrante do programa de estudos da licenciatura. É uma experiência muito gratificante tanto a nível académico como pessoal.

Tecido empresarial - O Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial mantém excelentes relações com o tecido empresarial e empregadores, proporcionando o envolvimento dos estudantes em estágios, projetos de investigação, e promovendo trabalhos de dissertação de mestrado que, numerosas vezes, culminam na contratação do estudante.

Destinatários

O MEGI destina-se a licenciados provenientes das áreas de Engenharia e Gestão Industrial, Ciências de Engenharia e Gestão Industrial e afins, que procurem aprofundar o seu conhecimento na área científica de Engenharia Industrial ou diversificar as competências adquiridas num primeiro ciclo de formação.

Assim, o MEGI é vocacionado para os estudantes que procurem combinar competências técnicas de Engenharia com uma visão empresarial e conhecimento dos mercados em que atuam.

Plano curricular

Saídas profissionais

A transversalidade da formação em Engenharia e Gestão Industrial conduz à diversificação das saídas profissionais que lhe estão associadas. As atividades desenvolvidas poderão ser de cariz mais técnico ou de gestão, em diferentes sectores de atividade:

  • Indústria da construção automóvel e de componentes; química; alimentar; metalomecânica; eletromecânica e máquinas-ferramentas; entre outras
  • Empresas de consultoria de engenharia, gestão industrial e de sistemas de informação
  • Sector dos serviços de transportes; financeiros; hospitais e unidades de saúde; companhias aéreas; logística e distribuição; gestão de projetos; retalhistas; organismos de certificação
  • Atividade docente ou de investigação
  • Atividade no sector público

Propinas (aguardam aprovação)

Estudantes nacionais: 1250 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual

Horário de funcionamento

Diurno, das 8h às 20h.

Candidaturas

1ª Fase: 15 fevereiro a 15 de março

2ª Fase: 1 de junho a 12 de julho

3ª Fase: 25 de julho a 28 de agosto

TAXA DE ACEITAÇÃO NO MESTRADO:
Os candidatos aceites terão de pagar (no prazo máximo de 7 dias seguidos a partir da data de colocação) uma taxa no valor de 100 euros, não reembolsável, a deduzir, após a matrícula, no valor total da propina.
O não-pagamento dentro deste prazo implica a exclusão automática do candidato. Não são consideradas exceções  nem pagamentos em atrasoQualquer pagamento realizado fora de prazo não será restituídomantendo-se o candidato excluído.

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2022/2023

Vagas para 2022/2023:

10

Regras de acesso:

  • Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em licenciaturas das áreas de Engenharia e Gestão Industrial, Ciências de Engenharia e Gestão Industrial e afins.
  • Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em licenciaturas das áreas das Engenharias ou ciências de Engenharia em geral, sendo o ingresso sujeito a apreciação curricular e entrevista de modo a permitir a avaliação da motivação e competências do candidato.
  • Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido por um Estado aderente na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha.
  • Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCT como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado.
  • Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCT como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos.

Critérios de seriação:

  • Classificação do curso;
  • Currículo académico e científico;
  • Currículo profissional;
  • Eventual entrevista.

Coordenadora do curso:

Professora Ana Sofia Matos

megi.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr29/2021 em 03/02/2021

A3ES

Data de publicação da decisão de acreditação: 22/01/2021

Validade da acreditação:
6 anos contados a partir de 31/07/2020

Sobre o Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial

O Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial (DEMI) é uma unidade orgânica permanente da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, vocacionada para o ensino, para a investigação científica fundamental e aplicada e para a prestação de serviços nos domínios da Engenharia Industrial e da Engenharia Mecânica.

O DEMI conta atualmente com 5 funcionários e 44 docentes que se comprometem a oferecer a melhor experiência de ensino e os melhores conhecimentos aos seus alunos, ajudando-os a desenvolver as suas capacidades e a atingir os seus objetivos pessoais e profissionais.

Os professores do DEMI colaboram ainda, a diferentes níveis, com diversas instituições públicas e privadas, nomeadamente no desenvolvimento de projetos de investigação em áreas científicas e tecnológicas de relevância para a Engenharia Industrial e para a Engenharia Mecânica, que têm em vista responder às necessidades da sociedade em que nos inserimos.

Junta-te a nós e deixa-nos ajudar-te também a fazer a diferença.

Saber mais