Mestrado em Engenharia de Materiais

Ensino

Mestrado em Engenharia de Materiais

120 ECTS; 2 anos (4 semestres)

Porquê Engenharia de Materiais

Cerca de 70% de todas as inovações tecnológicas estão direta ou indiretamente ligadas aos materiais, desde aplicações eletrónicas, à biotecnologia ou energia. Carros, aviões, computadores, televisões, telemóveis, equipamento desportivo, dispositivos biomédicos (válvulas artificiais, implantes), entre outros, necessitaram do desenvolvimento de materiais e processos de fabrico, a fim de lhes serem conferidas as propriedades e funcionalidades
requeridas.

Objetivos

Da mesma forma que não podemos imaginar a nossa vida sem materiais, é urgente pensar na pegada ecológica deixada pela sua produção, ciclo de vida e valorização dos seus resíduos. Assim será o Mestre em Engenharia de Materiais um dos elementos fundamentais para este novo desafio da vida sustentável no planeta Terra. As novas tecnologias desenvolvidas em Ciência e Engenharia continuarão a efetuar mudanças nas nossas vidas e o Mestre em Engenharia de Materiais continuará a ser a chave para tal mudança e progresso. De forma geral, o Mestre em Engenharia de Materiais deve ser capaz de compreender, manipular e modificar os materiais de modo a ir ao encontro das necessidades do mercado e contribuir para um desenvolvimento industrial sustentável. O Mestrado em Engenharia de Materiais  garante/fornece aos mestrandos:

  • as competências e conhecimentos específicos essenciais ao exercício de uma profissão;
  • a posse de instrumentos metodológicos de pesquisa e análise, no sentido de desenvolver a sua capacidade de aprendizagem e escolha crítica; informação sobre as diversas realidades e possibilidades profissionais;
  • a indispensável articulação entre os conhecimentos adquiridos e os requisitos colocados pelo mercado de trabalho;
  • o incentivo ao gosto pela resolução de problemas industriais e/ou I&D;
  • o desenvolvimento de uma postura crítica e de autonomia criativa na área de conhecimento do curso;
  • o fomento das capacidades de trabalho de equipa, liderança e empreendedorismo.

Plano curricular

Saídas profissionais

A formação em Engenharia dos Materiais foi lançada, pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA  de Lisboa (FCT NOVA), em 1981. Desde então, a procura de Engenheiros de Materiais tem aumentado significativamente, fruto de uma formação de cariz fortemente tecnológico que habilita os Mestres em Engenharia de Materiais ao exercício de uma profissão imediatamente após a conclusão do curso. A empregabilidade dos Mestres em Engenharia de Materiais é de 94%, de acordo com dados oficiais, obtidos para os diplomados entre os anos letivos 2014/15 e 2017/18. Os setores de atividade dos graduados são os seguintes:

Saídas Profissionais

Área Científica

Engenharia de Materiais
Engenharia Industrial
Competências Complementares
Micro e Nanotecnologias
Qualquer Área Científica
Engenharia de Materiais /Engenharia Mecânica /Engenharia Industrial/Engenharia Química /
Engenharia Biomédica / Informática / Ciências Humanas e Sociais

Plano Curricular

1º Ano


1º SEMESTRE
Processamento de Materiais Metálicos
Processamento de Materiais Cerâmicos e Vidros
Materiais Mesomorfos e Aplicações
Biomateriais
Nanomateriais e Nanotecnologias


2º SEMESTRE
Processamento de Materiais Poliméricos
Tecnologia de Revestimentos e Películas Finas
Materiais para a Conversão e Armazenamento de Energia
Unidade Curricular do Bloco Livre B
Planeamento e Controlo da Qualidade


2º TRIMESTRE
Empreendedorismo

2º Ano


1º SEMESTRE
Seleção de Materiais e Sustentabilidade
Modelação Computacional de Materiais
Degradação e Proteção de Superfícies
Projeto de Dissertação
Opção I


2º SEMESTRE
Dissertação em Engenharia de Materiais

Grupo de Opção I
Biossensores
Gravação Eletrónica de Informação
Sensores: Materiais e Aplicações
Materiais e Sistemas Inteligentes
Optoeletrónica 
Energia Fotovoltaica: Materiais e Aplicações
Materiais Celulósicos e Papel
Espumas e Materiais Celulares
Tecnologias de Fundição e Soldadura
Finanças para Empreendedores
Engenharia Bioquímica I
Engenharia de Células e Tecidos
Aprendizagem Automática
Gestão de Empresas
História da Tecnologia e da Engenharia
Microeconomia
Economia Industrial

Testemunho

Marina Castanheira (ex-aluna)

O Mestrado em Engenharia de Materiais foi uma das melhores experiências que podia ter escolhido para mim: as cadeiras, desde as obrigatórias às opcionais; os professores e o ambiente criado entre todos e o departamento, com os seus eventos e iniciativas. Academicamente, o nosso mestrado é considerado um dos melhores, igualmente acreditado e certificado, e ensinou-me imenso ao conseguir transmitir e concretizar os conhecimentos teóricos para a componente prática, sendo que a envolvente laboratorial permitiu consolidar e compreender tudo muito melhor. A enorme envolvência que cada aluno consegue e pode ter em cada cadeira fez com que a ligação Professor/Aluno fosse mais estreita e significativa, enriquecendo enormemente o ambiente e espírito do curso. Esta dinâmica complementouse fortemente com as iniciativas e oportunidades que o próprio departamento permitiu, quer através de actividades académicas quer através de actividades lúdicas. Posso honestamente dizer que passei alguns dos melhores momentos e experiências como voluntária ou participante de algumas dessas iniciativas, tendo tido a possibilidade de conhecer e trabalhar com excelentes pessoas. É com enorme orgulho que digo que sou Mestre em Engenharia de Materiais pela Faculdade de Ciências e Tecnologia!

Propinas (aguardam aprovação)

Estudantes nacionais: 1250 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual

Candidaturas

1ª Fase: 15 fevereiro a 15 de março

2ª Fase: 1 de junho a 12 de julho

3ª Fase: 25 de julho a 28 de agosto

TAXA DE ACEITAÇÃO NO MESTRADO:
Os candidatos aceites terão de pagar (no prazo máximo de 7 dias seguidos a partir da data de colocação) uma taxa no valor de 100 euros, não reembolsável, a deduzir, após a matrícula, no valor total da propina.
O não-pagamento dentro deste prazo implica a exclusão automática do candidato. Não são consideradas exceções  nem pagamentos em atrasoQualquer pagamento realizado fora de prazo não será restituídomantendo-se o candidato excluído.
 

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2022/2023

Vagas para 2022/2023:

10

Regras de acesso:

1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em Engenharia de Micro e Nanotecnologias, Eng. de Materiais, Eng. Física ou Eng. Eletrotécnica. Candidatos com formações similares serão avaliados com base no seu Curriculum e experiência profissional.

2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;

3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia;

4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia sob proposta da CC do ciclo de estudos.

Critérios de seriação:

1. Classificação de curso;

2. Curriculum académico e científico;

3. Carta de motivação;

4. Eventual entrevista.

Coordenadora do curso:

Professora Mª Margarida Rolim Lima

memat.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 203/2021 em 02/07/2021

A3ES

Data de publicação da decisão de acreditação: 25/05/2021

Validade da acreditação:
6 anos contados a partir de 31/07/2021

Sobre o Departamento de Ciência dos Materiais

O Departamento de Ciência dos Materiais (DCM) da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA foi o primeiro a ser criado a nível Nacional, em 1976, por iniciativa do seu primeiro presidente, o Prof. Leopoldo Guimarães. O objetivo inicial foi o de criar cursos de extensão universitária na área dos materiais conducentes à criação de uma licenciatura de raiz que abrangesse uma vasta gama de domínios científicos, nomeadamente a metalurgia, os materiais semicondutores, os materiais poliméricos e mesomorfos, os materiais cerâmicos e vidros, a cristaloquímica e o controle de qualidade.

Desde então o Departamento de Ciência dos Materiais tem crescido e diversificado as suas atividades, devido essencialmente ao esforço do seu corpo docente e técnico, consubstanciado num vasto número de projetos (académicos e industriais) financiados por entidades Nacionais, Europeias e Internacionais. Tal permitiu a sua moderna adequação às novas tecnologias, dispondo para tal de infraestruturas laboratoriais únicas em Portugal, de ensino e de investigação, reconhecidas internacionalmente e que têm permitido formar Engenheiros de Materiais de elevada qualidade científica e técnica, capazes de responderem às solicitações da sociedade atual.

Saber mais