Ensino

Mestrado em Engenharia Química e Biológica

Objetivos

Este ciclo de estudos forma Mestres em Engenharia Química e Biológica,  acreditado pela A3ES (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior) e pela ordem dos engenheiros com o certificado EURACE. O Mestre em Engenharia Química e Biológica  tem uma formação avançada em engenharia de processos químicos e biológicos, alavancada na investigação científica de vanguarda do seu corpo docente, bem como na proximidade com as indústrias nacionais e internacionais nas áreas de energia, ambiente, materiais e (bio)farmacêutica. Alia uma formação de banda larga, com elevada empregabilidade, aos desafios tecnológicos do futuro na área da sustentablidade, abrindo ainda portas a uma carreira nacional e internacional nas áreas de inovação e desenvolvimento de processos e produtos. O ciclo de estudos está integrado numa rede europeia de escolas de engenharia através do programa ERASMUS+ permitindo aos seus alunos uma experiência de formação em rede à escala europeia.

Porquê ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA?

O Mestrado em Engenharia Química e Biológica da NOVA aprofunda a formação nas matérias integradoras de desenvolvimento, projecto, optimização e digitalização de processos químicos e biológicos com forte implementação industrial. A transição para uma economia sustentável motiva uma implementação industrial crescente de processos de cariz biotecnológico. Desta forma, uma formação híbrida integrada em processos químicos e biológicos apresenta-se como muito vantajosa para dar resposta aos enormes desafios da transição tecnológica para uma economia descarbonizada e sustentável. Por outro lado, o Mestre em Engenharia Química e Biológica da NOVA tem a oportunidade de se iniciar no mundo da investigação científica com o projecto de dissertação de mestrado, integrado em dois centros de investigação de excelência (LAQV e UCIBIO), em redes nacionais e internacionais de I&D, em contexto académico ou empresarial.

Saídas profissionais

A profissão de Engenharia Química e Biológica goza de enorme prestígio a nivel mundial num contexto de empregabilidade próxima da plenitude. Os Engenheiros Químicos e Biológicos estão na base do desenvolvimento das tecnologias relacionadas com a qualidade da água e do ar, os materiais, a energia, a saúde, a alimentação e muitos outros. A profissão de Engenheiro Químico e Biológico é de tal forma diversificada que penetra em praticamente todos os setores industriais e de serviços. Alguns exemplos são:

Energia: refinação petroquímica, biorefinação e biocombustíveis, desenvolvimento e produção de painéis solares eficientes, baterias e células de combustível para automóveis, Indústria do hidrogénio, etc

Materiais: polímeros e biopolímeros sustentáveis, plásticos e bioplásticos biodegradáveis, indústia dos cimentos, tintas, colas e vernizes, materias isolantes térmicos e acústicos, etc

Saúde: Indústria farmacêutica e biofarmacêutica, focando-se na produção em larga escala de fármacos (princípio activo de base química sintética) e biofármacos (princípio activo de base biológica, por exemplo vacinas).

Ambiente: captação e tratamento de água potável; tratamento e valorização de águas residuais, sequestração de CO2 para mitigar o aquecimento global, eliminação de fontes de poluição, etc.

Para além duma carreira de carácter tecnológico, os Engenheiros Químicos e Biológicos têm uma forte tradição na gestão de empresas, na inovação e na criação de novos negócios. Alavancada numa forte tradição, a profissão de Engenharia Química e Biológica está na linha da frente dos desafios para a sustentabilidade, no desenvolvimento e produção das fontes de energia limpa, nos materias biodegradáveis e sustentáveis, nos processos de reciclagem de subprodutos e desperdícos, na qualidade do ar e controlo do aquecimento global, na disponibilização e universalização de fármacos à escala planetária a um custo acessível. Em suma, uma profissão prestigiada, altamente compensadora e na linha da frente dos grandes desafios do futuro.

 

DESTINATÁRIOS

O Mestrado em Engenharia Química e Biológica destina-se a candidatos com o grau de licenciatura em ciências de Engenharia Química, Engenharia Bioquímica, Engenharia Biológica ou áreas científicas afins (licenciatura em Engenharia Biomédica, Engenharia dos Materiais, Engenharia do Ambiente, Química Aplicada, Biologia Celular e Molecular, etc...). O ciclo de estudos destina-se igualmente a profissionais que pretendam aprofundar a sua formação em ciências de Engenharia Química e Biológica orientada para a investigação, inovação e para os desafios das tecnologias sustentáveis.     

Horário de funcionamento

Diurno

Propinas 2020/21

Estudantes nacionais: a anunciar brevemente

Estudantes internacionais: 7000 €/anual (Redução de 60% para estudantes da CPLP)

Candidaturas

1ª Fase: A anunciar brevemente
2ª Fase: A anunciar brevemente

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2021/2022

Vagas para 2021/2022:

A anunciar brevemente

Regras de acesso:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em Ciências de Engenharia Química, Engenharia Biológica ou afins;

  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;

  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia;

  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Critérios de seriação:

  1. Classificação do curso;
  2. Currículo académico e científico;
  3. Currículo profissional;
  4. Eventual entrevista.

Coordenador do curso:

Professor Rui Oliveira

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr61/2021 em 23/02/2021

A3ES

Acreditação em 31/07/2020, por 6 anos

Sobre o Departamento de Química

O Departamento de Química (DQ) constitui uma unidade de ensino e de investigação da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, vocacionada para a qualidade do ensino, o progresso da investigação e a prestação de serviços especializados à comunidade nas áreas fundamentais da Química, Engenharia Química e Bioquímica e Biofísica. O DQ, criado em 1981, tem reconhecida implementação no mercado de ensino e de trabalho, em particular devido à então novidade e especificidade introduzida pela Licenciatura em Química Aplicada, com o qual se iniciou o ensino da Química na Faculdade.

Saber mais