Mestrado em Engenharia do Ambiente

Ensino

Mestrado em Engenharia do Ambiente

Vem fazer parte da geração que lidera o caminho para um futuro sustentável.

A sustentabilidade do Planeta está cada vez mais no centro das agendas científica, política, empresarial e social, exigindo dos profissionais competências específicas. Eficiência no uso dos recursos (água, energia, solo, matérias-primas), tecnologias limpas, planeamento das cidades, economia circular ou energias renováveis são exemplos de abordagens para lidar com problemas como perda de biodiversidade, alterações climáticas, escassez e poluição da água, degradação do solo, poluição do ar e ruído, resíduos perigosos e lixo marinho.

O Mestrado em Engenharia do Ambiente adota uma abordagem sistémica e promove a inovação como um processo de valorização social, ecológica e económica.

Porquê este mestrado?

  • A natureza interdisciplinar do curso, cruzando ciências exatas e naturais, ferramentas de engenharia e métodos sociais, fornece aos profissionais um perfil único para lidar com sistemas complexos e trabalhar em diferentes contextos profissionais;
  • Os engenheiros do ambiente da NOVA FCT são um elemento diferenciador em qualquer organização. Possuem capacidade e competências para a criação de valor para o mercado e a sociedade, a salvaguarda dos ecossistemas, bem como um leque alargado de conhecimentos para a resolução eficiente de problemas complexos e multidisciplinares.

Candidaturas 2024/25

1.ª Fase: 12 FEV. a 22 de MAR. de 2024

2.ª Fase: 3 JUN. a 17 JUL. de 2024

Vagas: 60

Duração: 2 anos (120 ECTS)

Formato: Presencial, Diurno

Idioma: Português (todas as unidades curriculares) e Inglês (parte das unidades curriculares)

TENS DÚVIDAS?

Coordenador do curso: João Joanaz de Melo, mea.coordenador@fct.unl.pt

Divisão académica: mestrados@fct.unl.pt

Quero candidatar-me:

Programa

Todas as unidades curriculares deste Mestrado têm componentes teóricas e práticas. A dimensão prática, que tem peso maioritário ou significativo na avaliação, pode incluir trabalho de laboratório, trabalho de campo, apresentações e discussões em aula ou interação com entidades externas.

Em especial o Projeto em Engenharia do Ambiente é realizado obrigatoriamente junto de um parceiro externo (empresa, instituição pública ou organização não governamental). A Dissertação é apoiada em investigação original, frequentemente com parceiros externos ou de outros departamentos. Esta metodologia de ensino multidisciplinar e polivalente confere uma excelente preparação aos graduados, seja para o exercício de funções técnicas no setor privado ou público, seja para funções de investigação, inovação ou apoio à decisão.

Para quem

  • Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal, na mesma área científica;
  • Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo, na mesma área científica;
  • Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo conselho científico da NOVA FCT, na mesma área científica;
  • Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho de Departamento de Engenharia do Ambiente.

Saídas profissionais

  • Consultoria, serviços e projeto em ambiente: todas as áreas de especialidade;
  • Empresas industriais, comércio e serviços, todos os sectores: gestão ambiental, da energia, gestão da água, tratamento de águas, águas residuais e resíduos, gestão do ar e ruído; qualidade e segurança; responsabilidade social e governança; gestão de operações; estratégias de sustentabilidade;
  • Instituições internacionais (CE, AEA, JRC): construção de políticas, investigação;
  • Administração central: legislação, regulação, planeamento, fundos, ação climática, qualidade ambiental, conservação da natureza, fiscalidade, economia circular, avaliação de projetos, licenciamento, inspeção;
  • Administração regional e local: ordenamento do território, gestão urbana, gestão de sistemas de abastecimento de água e de saneamento, gestão de sistemas de resíduos, gestão de áreas classificadas, gestão do ambiente e energia, fiscalização, educação, desenvolvimento local;
  • Ensino e investigação: todas as áreas em ambiente e sustentabilidade;
  • ONG de ambiente: doutrina política, intervenção pública, cidadania, educação.

Testemunhos

Alexandre Silva

Alexandre Silva

Research fellow, CENSE

“A estrutura curricular do curso, que é regularmente atualizada, oferece as ferramentas necessárias para iniciar a experiência profissional, quer seja ela de natureza privada, pública ou académica. Paralelamente, é acompanhada de uma rede de oportunidades capaz de fomentar as competências de cada aluno/a). O corpo docente apresenta um portfólio vasto de experiências profissionais e académicas, que refletem e expandem as áreas de estudo para novos horizontes. É ainda, neste contexto, que possibilitam, por um lado, o crescimento constante dos/as estudantes com recurso a atividades do “mundo real” e, por outro lado, o desafio de inovar, onde o/a aluno/a tem espaço para desafiar e explorar novos horizontes dentro da área de engenharia do ambiente – e, naturalmente, ser desafiado/a”. 

João Galego

João Galego

Design Engineer
Veolia Ireland 

"Com a crescente importância da sustentabilidade nas estratégias empresariais, os Engenheiros do Ambiente são amplamente reconhecidos pelos empregadores pelo seu conhecimento essencial para abordar essas temáticas. A NOVA FCT destaca-se como instituição de referência na formação destas competências bem como na empregabilidade dos seus alunos". 

Anterior Próximo

Parcerias

O Mestrado em Engenharia do Ambiente tem um vasto leque de protocolos e parcerias com outras escolas universitárias, empresas e instituições públicas e privadas, para projetos curriculares, dissertações, intercâmbio académico, visitas de estudo e voluntariado.

Sobre o Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente

O Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente (DCEA) da NOVA FCT, criado em 1976, foi pioneiro no ensino da Engenharia do Ambiente integrando competências fundamentais de diversas áreas científicas com as novas tecnologias ambientais e digitais, assumindo a interdisciplinaridade e a sustentabilidade como pilares fundamentais.

Saber mais