Mestrado em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial

Ensino

Mestrado em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial

Entrou em funcionamento no ano letivo de 2014/2015. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 120 ( 4 Semestres).

Este curso só funcionará se tiver 10 ou mais inscrições confirmadas, conforme decisão do Conselho Executivo da FCT NOVA.

Os candidatos titulares do grau de licenciatura pré-Bolonha ou de um 2.º ciclo, em qualquer área de ciências naturais, exatas ou tecnologia, áreas afins ou equivalente legal, poderão solicitar creditação às unidades curriculares dos respetivos cursos.

Objetivos

Dominar o estado da arte das tecnologias com aplicação sustentável na Agro-Indústria, incluindo aspectos na fronteira do conhecimento, de modo a desenvolver actividade profissional adequada à produção de matérias-primas alimentares; 

Analisar a complexidade dos sistemas agro-industriais de forma inovadora, demonstrando capacidade crítica, empreendedora e criativa na reformulação dos produtos alimentares;

Compreender as diversas facetas de um sistema de transformação agro-industrial adequado à concepção de novos produtos alimentares, bem como o contexto social em que o sistema se insere;

Comunicar e interagir em equipa, com intervenção nos processos produtivos das indústrias Agro-Alimentares, procurando a optimização de processos e tendo consciência das responsabilidades e obrigações éticas e profissionais.

Plano curricular

Saídas profissionais

O Mestrado em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial pretende desenvolver capacidades inovadoras para aplicação de tecnologias centradas na optimização e processos produtivos e de transformação inteligente de bens, tendo em atenção a avaliação dos impactes sociais, económicos e ambientais. Neste enquadramento os trabalhos conducentes às Dissertações deste Mestrado serão preferencialmente realizados em empresas do sector alimentar, para os quais já existem acordos bilaterais para desenvolvimento de produtos agro-alimentares, existindo a possibilidade de financiamento dos mesmos.

Os mestres em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial estarão aptos para exercer a sua actividade profissional em organizações do Sector Público e Privado, em actividades de Gestão, Desenvolvimento, Manutenção e Controlo de Qualidade na Indústria Agro-Alimentar ligada à obtenção de matérias-primas e produtos transformados.

Também poderão integrar empresas de prestação de serviços, nomeadamente Consultoria, Projecto e Auditoria ou desempenhar tarefas de investigação em contexto académico e/ ou empresarial.

saber mais

Horário de funcionamento:

Diurno/ Pós-laboral

Propinas:

Estudantes nacionais: 1.063,47 €/anual

Estudantes internacionais: 7000 €/anual (Redução de 60% para estudantes da CPLP)

Prazo de candidatura:

1ª fase: 6 de março a 23 de junho
2ª fase: 26 a 31 de agosto
3ª fase: 10 de janeiro a 10 de fevereiro de 2018

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2017/2018

Vagas para 2017/2018 :

35

Regras de acesso:

  1. Titulares do grau de licenciado (pré-Bolonha ou 1º Ciclo do Processo de Bolonha), em qualquer área de Ciências Naturais, Exactas ou Tecnologia, áreas afins ou equivalente legal, com um número mínimo de 180 ECTS;

  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pela Comissão Científica do Mestrado em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial. Requer aprovação no Conselho Científico da FCT/UNL, após aceitação pela Comissão Científica do Curso;

  3. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do Mestrado em Tecnologias de Produção e Transformação Agro-Industrial.

Critérios de seriação:

  1. Classificação do curso;
  2. Curriculum académico e científico;
  3. Currículo profissional;
  4. Eventual entrevista.

Coordenador do curso:

Professor Fernando José Cebola Lidon

mtpta.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 77/2014 em 04/06/2014

A3ES

Acreditação prévia em 19/05/2014, por 6 anos

Sobre o Departamento de Ciências da Terra

Departamento de Ciências da Terra (DCT) da FCT NOVA, cujo regulamento foi recentemente revisto (DR 99, 2º série de 23 de Maio de 2011), constitui unidade  de ensino graduado e pós-graduado e de investigação, nos domínios da Ciência e Engenharia Geológica e nos destes afins ou interdisciplinares. Cabe-lhe, promover o desenvolvimento científico e tecnológico, a prestação de serviços, actividades de extensão universitária, e desenvolvimento de actividades de divulgação.

Saber mais