Mestrado em Engenharia de Micro e Nanotecnologias

Ensino

Mestrado em Engenharia de Micro e Nanotecnologias *

120 ECTS; 2 anos (4 semestres)

Objetivos

O Mestrado em Engenharia de Micro e Nanotecnologias (MEMN) visa lançar no mercado de trabalho Mestres com uma formação científica sólida capaz de ajudar as empresas a enfrentar os desafios de competitividade global nas áreas das Micro e Nanotecnologias.

Pretende-se gerar competências em áreas do saber disruptivas e inovadoras, ligadas à Excelência da Investigação Científica, através de:

Fornecimento de competências e conhecimentos na área da Microeletrónica e das Nanotecnologias; formação científica sólida multidisciplinar nas áreas da Electrónica, Matemática e da Física e Química ainda Empreendedorismo, Gestão e Inovação; Formação sólida e multidisciplinar em Tecnologias da micro e nano fabricação e aplicações dos nanomateriais nas Ciências da Vida, Biotecnologia, Micro/Nano-electrónica; Incentivo à criatividade e resolução de problemas; Fomentação de capacidades de trabalho de equipa, liderança e empreendedorismo.

O MEMN conta com o apoio do centro de Investigação CENIMAT/I3N, que possui grande reconhecimento internacional e onde é líder em áreas como a electrónica transparente; papel electrónico; nanotecnologias aplicadas à electrónica; processamento de nano dispositivos; Células Solares Photovoltaicas; Nanomateriais inteligentes e Nanobiossensores

Saídas profissionais

Os formados no Mestrado em Micro e Nanotecnologias, têm saídas profissionais no mercado global, com principal enfoque no mercado europeu em áreas ligadas às tecnologias de ponta, com uma forte componente de liderança e empreendedorismo com base em investigação científica. São exemplos a Navigator, a Microsoft, a indústria automóvel, a indústria ligada à farmacêutica e biotecnologia, a indústria da microelectónica e laboratórios de investigação, como o I3N, o INL e o AlmaScience.

Área Científica

Engenharia de Materiais 
Engenharia Industrial 
Competências Complementares
Qualquer Área Científica 
Eng.Materiais/Eng.Eletrotécnica e Computadores/Eng.Industrial/Química / Eng.Biomédica /
Informática / Matemática / Biotecnologia / Ciências Humanas e Sociais

Plano Curricular

1º Ano


1º SEMESTRE
Microeletrónica: Sistemas eDispositivos 
Biossensores 
Biomateriais 
Opção A
Opção B 


2º SEMESTRE
Microeletrónica: Projecto e Simulação 
Planeamento e Controlo da Qualidade
Opção E 
Opção F 
Unidade Curricular do Bloco Livre B


2º TRIMESTRE
Empreendedorismo 


2º Ano


1º SEMESTRE
Nanofabricação e Caracterização de Nanoestruturas
Optoeletrónica 
Iniciação à Dissertação 
Opção C 
Opção D 
Unidade Curricular do Bloco Livre B


2º SEMESTRE
Dissertação em Engenharia de Micro e Nanotecnologias


1º e 2º Ano - Grupo de Opção A, B, C e D - (1º Semestrte)
Gravação Eletrónica de Informação 
Sensores: Materiais e Aplicações
Materiais e Sistemas Inteligentes 
Materiais Mesomorfos e Aplicações 
Materiais Celulósicos e Papel 
Espumas e Materiais Celulares 
Conceção de Sistemas Digitais 
Eletrónica de Radiofrequência 
NanocircuitoseSistemasAnalógicos 
Bioquímica Analítica 
Biologia Celular C 
Neurobiologia 
Engenharia de Células e Tecidos 
Processamento de Imagem Médica
Inteligência Artificial 
Aprendizagem Automática 
Energia Fotovoltaica: Materiais e Aplicações


1º Ano - Grupo de Opção E - 2º Semestre
Materiais e Tecnologias de Mostradores 
Degradação e Proteção de Superfícies
Materiais para a Conversão e Armazenamento de Energia
Modelação Computacional de Materiais 
EDA/CAD para Nanoeletrónica 
Eletrónica para Micro-Sistemas Biomédicos e Multimédia 
Eletrónica de Reduzida Tensão e Gestão de Potência
Eletrónica III 
Eletrónica IV 
TópicosAvançadosemProcessamento Digital de Imagem
Tecnologia das Energias Renováveis 
Programação Avançada para Ciência e Engenharia de Dados 
Bioeletroquímica 
Fotoquímica 
Tecnologia de Enzimas 
Processamento de ImagemMédica


1º Ano - Grupo de Opção F – 2º Semestre
Macroeconomia e Globalização 
Microeconomia 
Gestão de Empresas 
Sociologia das Organizações 
Sociologia das Novas Tecnologias de Informação
Finanças para Empreendedores 
Eletrobiotecnologia 

Testemunho

José Rui Silva (ex-aluno) actualmente empregado na SRON

Antes de entrar para a faculdade eu não sabia bem o que queria seguir, indeciso entre áreas como aeroespacial, biotecnologia e nanotecnologia acabei por me candidatar a estas opções acabando por entrar em Eng. de Micro e Nanotecnologias em 2011. Apesar de não ter sido a minha primeira escolha rapidamente me apercebi que acabei no melhor sítio possível, e hoje, a tirar um doutoramento em Instrumentação para Espaço sinto que o curso foi a perfeita escolha no meu percurso académico.

O curso oferece uma excelente cobertura das mais variadas áreas relacionadas com a nanotecnologia, indo dos materiais a microeletrónica, abordando técnicas de instrumentação tao críticas para o estudo e manipulação desta escala ínfima da matéria, passando pelos biomateriais e biossensores entre tantos outros tópicos. Senti acima de tudo que sai do curso com uma excelente e extensa base de conhecimento sobre o que se faz em nanotecnologia permitindo me uma escolha mais informada da carreira que desejava seguir. Para somar a isto durante o nosso percurso académico tivemos a honra de ser ensinados por professores e investigadores de renome internacional bem como de realizar experiências utilizando equipamento na vanguarda da tecnologia dando-nos um vislumbre do que e trabalhar a nano escala.

A FCT NOVA e também ela uma faculdade que nos acolhe e recebe de braços abertos, num ambiente de companheirismo e entreajuda, dando nos todas as condições que nos permitem explorar e potenciar o melhor que há de nós. Com um perfil académico que se destaca do resto do país através da introdução do perfil intercalar, um trimestre entre os semestres, que complementa o nosso ensino através de soft skills, estágios e experiências relacionadas com o empreendedorismo.

Tudo isto contribuiu para que hoje esteja a trabalhar num projeto de instrumentação para o Espaço, onde sou o responsável pelo desenvolvimento das camaras que serão utilizadas no telescópio GUSTO da NASA onde acabo por combinar duas grandes paixões minhas, Espaço e Nanotecnologia. Apesar de neste trabalho ter de aprender muitas coisas novas, sinto que o que aprendi ao longo dos 5 anos no curso me permitiu rapidamente adaptar e captar o conhecimento necessário para as exigências apresentadas.

Propinas (aguardam aprovação do Conselho Geral da NOVA)

Estudantes nacionais: 1250 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual

 

Candidaturas

FaseDatas Comunicação de resultados
1ª Fase17 a 28 de fevereiro 2021

(não aplicável)

2ª Fase18 de junho a 22 de julho 2021

Até 27 de julho

3ª Fase

30 de agosto a 5 de setembro

Até 8 de setembro

*curso em processo de acreditação pela A3ES e/ou registo na DGES

Condições de acesso para o ano letivo de 2021/2022

Vagas para 2021/2022:

A anunciar brevemente

Coordenador do curso:

Professor Hugo Águas

miemn.coordenador@fct.unl.pt

Sobre o Departamento de Ciência dos Materiais

O Departamento de Ciência dos Materiais (DCM) da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA foi o primeiro a ser criado a nível Nacional, em 1976, por iniciativa do seu primeiro presidente, o Prof. Leopoldo Guimarães. O objetivo inicial foi o de criar cursos de extensão universitária na área dos materiais conducentes à criação de uma licenciatura de raiz que abrangesse uma vasta gama de domínios científicos, nomeadamente a metalurgia, os materiais semicondutores, os materiais poliméricos e mesomorfos, os materiais cerâmicos e vidros, a cristaloquímica e o controle de qualidade.

Desde então o Departamento de Ciência dos Materiais tem crescido e diversificado as suas atividades, devido essencialmente ao esforço do seu corpo docente e técnico, consubstanciado num vasto número de projetos (académicos e industriais) financiados por entidades Nacionais, Europeias e Internacionais. Tal permitiu a sua moderna adequação às novas tecnologias, dispondo para tal de infraestruturas laboratoriais únicas em Portugal, de ensino e de investigação, reconhecidas internacionalmente e que têm permitido formar Engenheiros de Materiais de elevada qualidade científica e técnica, capazes de responderem às solicitações da sociedade atual.

Saber mais