Mestrado em Engenharia de Fabrico Digital Avançado

Ensino

Mestrado em Engenharia de Fabrico Digital Avançado

O Mestrado em Engenharia de Fabrico Digital Avançado (MEFDA) é ministrado pela NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA em estreita parceria com o tecido empresarial.
O MEFDA forma profissionais de engenharia com uma visão multidisciplinar da indústria do futuro, no contexto de manufatura inteligente (I4.0), suportados pelas novas tecnologias digitais, processos de fabrico e logísticos.

Objetivos

Os objetivos do Mestrado em EFDA são:

  • Capacitar licenciados em Engenharia e Gestão Industrial, Engenharia Mecânica, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores e afins, com as competências para os desafios da transformação digital da indústria.
  • Desenvolver a aptidão para investigar, conceber, desenhar, otimizar, projetar, implementar, operar, manter, avaliar e gerir sistemas de fabrico avançados suportados em tecnologia digital e de alto valor acrescentado, em ambientes de colaboração multidisciplinar e num contexto volátil, incerto e complexo.

A quem se destina

O Mestrado em Engenharia de Fabrico Digital Avançado destina-se a titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em áreas das Engenharias ou ciências de Engenharia em geral, que pretendam alavancar competências para os novos desafios da Era Digital na indústria e na investigação, desenvolvimento e inovação (I&D&I).

Oportunidades de carreira

O Mestrado em Engenharia de Fabrico Digital Avançado formará profissionais capazes de:

  • Conceber processos e métodos de trabalho complexos, baseados em tecnologia digital, que permitam às empresas serem mais eficazes e eficientes, e produzir bens na quantidade, qualidade, momento e local definidos e de forma sustentável;
  • Gerir e controlar processos e projetos de tecnologias industriais, de automação e robótica na manufatura, em ambientes multidisciplinares;
  • Propor soluções de tecnologias industriais e automação, técnica e economicamente competitivas;
  • Conceber, coordenar e executar projetos de tecnologias industriais e automação;
  • Desenvolver projetos de I&D;
  • Ter espírito empreendedor, ser capaz de identificar ideias e oportunidades e de compreender os desafios de empreender novos projetos tecnológicos;
  • Ter capacidade de análise crítica e de liderança;
  • Saber trabalhar em equipa e comunicar de forma eficaz em ambiente profissional e académico.

Curriculum

Faz download da brochura

A duração do programa curricular é de 2 anos letivos (4 semestres) com um total de 120 ECTS. O Conteúdo Programático envolve Unidades Curriculares complementares em áreas científicas de Engenharia e Gestão Industrial (40%), Engenharia Mecânica (30%), Engenharia Eletrotécnica e Computadores (18%) e Engenharia Informática (12%).

No 1º e 2º semestres existem 12 Unidades Curriculares obrigatórias e 1 de opção, num total de 60 ECTS. Neste primeiro ano letivo, a componente curricular decorre presencialmente no campus da NOVA SST.

O 3º semestre prevê 5 Unidades Curriculares e um projeto industrial a desenvolver numa empresa, num total de 30 ECTS. Este semestre, terá uma configuração em módulos, em que uma parte do semestre irá decorrer em ambiente empresarial.

No 4º semestre, os estudantes podem optar entre uma dissertação científica ou um projeto industrial, num total de 30 ECTS, a desenvolver num centro de investigação ou ambiente empresarial.

O Mestrado será lecionado na integra em Inglês.

Propinas

Estudantes nacionais: 3500 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual

Os alunos inscritos poderão beneficiar de bolsas financiadas pelas empresas parceiras do mestrado. O número de bolsas é limitado e a seriação será feita de acordo com critérios de mérito definidos pela Comissão Científica do curso e as próprias empresas. 

No primeiro ano de lançamento do curso serão aplicados os seguintes prémios de mérito:

1º e 2º lugar no ranking dos selecionados: bolsa que permite ter propinas a 1000 euros, + apoio monetário para 2º ano para as deslocações em estágio nas empresas;
3º, 4º e 5º lugar no ranking dos selecionados: bolsa que permite ter propinas a 1250 euros, + apoio monetário para 2º ano para as deslocações em estágio nas empresas;
6º, 7º, 8º e 9º lugar no ranking dos selecionados: bolsa que permite ter propinas a 2000 euros.

Empresas parceiras deste mestrado
 

ogma
BorgWarner
deloitte

 

Plano curricular

Candidaturas

1ª Fase: 15 fevereiro a 15 de março

2ª Fase: 1 de junho a 12 de julho

3ª Fase: 25 de julho a 28 de agosto

Os candidatos aceites terão de pagar (no prazo máximo de 7 dias seguidos a partir da data de colocação) uma taxa no valor de 100 euros, não reembolsável, a deduzir, após a matrícula, no valor total da propina.
O não-pagamento dentro deste prazo implica a exclusão automática do candidato. Não são consideradas exceções  nem pagamentos em atrasoQualquer pagamento realizado fora de prazo não será restituídomantendo-se o candidato excluído.

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2022/2023

Vagas para 2022/2023:

25

Regras de acesso:

São condições de ingresso pelo menos um dos seguintes requisitos:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em licenciaturas das áreas de: Engenharia e Gestão Industrial; Engenharia Mecânica; Engenharia Eletrotécnica e de Computadores; Engenharia Física; Engenharia Materiais; e afins.
  2. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em licenciaturas das áreas das Engenharias ou Ciências de Engenharia em geral.
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos de acordo com os princípios do Processo de Bolonha nas áreas acima referidas.
  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos.

A domínio da língua inglesa é obrigatório.

Critérios de seriação:

Os candidatos serão selecionados de acordo com os seguintes critérios:

  1. Classificação do curso;
  2. Currículo académico e científico;
  3. Currículo profissional.

Poderá ser realizada uma entrevista com os candidatos e a Comissão Científica do mestrado. 

Coordenador do curso:

Professor José Manuel Cardoso Xavier

mefda.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 215/2021 em 02/07/2021

A3ES

Data de publicação da decisão de acreditação: 02/06/2021

Validade da acreditação:
6 anos contados a partir de 31/07/2021

Sobre o Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial

O Departamento de Engenharia Mecânica e Industrial (DEMI) é uma unidade orgânica permanente da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, vocacionada para o ensino, para a investigação científica fundamental e aplicada e para a prestação de serviços nos domínios da Engenharia Industrial e da Engenharia Mecânica.

O DEMI conta atualmente com 5 funcionários e 44 docentes que se comprometem a oferecer a melhor experiência de ensino e os melhores conhecimentos aos seus alunos, ajudando-os a desenvolver as suas capacidades e a atingir os seus objetivos pessoais e profissionais.

Os professores do DEMI colaboram ainda, a diferentes níveis, com diversas instituições públicas e privadas, nomeadamente no desenvolvimento de projetos de investigação em áreas científicas e tecnológicas de relevância para a Engenharia Industrial e para a Engenharia Mecânica, que têm em vista responder às necessidades da sociedade em que nos inserimos.

Junta-te a nós e deixa-nos ajudar-te também a fazer a diferença.

Saber mais