Ensino

Mestrado em Biomateriais e NanoMedicina

No futuro próximo, a aplicação dos Biomateriais e da Nanotecnologia à área da saúde levará a Medicina a um novo patamar. NanoMedicina é a designação dada ao conjunto de três áreas científicas que têm por denominador comum o aproveitamento das propriedades físicas, químicas e biológicas frequentemente únicas que os materiais à micro e nanoescala possuem. Essas áreas são: o nanodiagnóstico (diagnóstico in vitro e imagem in vivo); a nanoterapêutica (entrega dirigida e libertação controlada de fármacos); e a medicina regenerativa (engenharia de tecidos e terapias celulares).

A importância da utilização dos Biomateriais e da Nanotecnologia no desenvolvimento de plataformas para terapêuticas avançadas é reconhecida pela Agência Europeia do Medicamento na sua reflexão estratégica para 2025, que pode consultar aqui,  que destaca a importância que estas tecnologias emergentes irão ter nos futuros cuidados de saúde.

Objetivos

O Mestrado em Biomateriais e NanoMedicina é um curso único em Portugal e com características invulgares no contexto internacional. Tem por objetivo formar mestres com conhecimento multidisciplinar avançado na área dos Materiais com aplicações Biomédicas e das Nanotecnologias de processamento de materiais e produção de dispositivos com aplicação à Biomedicina, tais como:

- novos biossensores para a deteção precoce de marcadores de doença através de métodos não invasivos;

- agentes de contraste para diagnóstico por imagem médica;

- novas formas de encapsulamento e controlo da entrega de fármacos que possam aumentar a sua eficácia terapêutica e minimizar efeitos secundários;

- criação de órgãos e tecidos bio-sintéticos para aplicação clínica e como modelos de in vitro para teste da segurança e eficácia de novos fármacos e cosméticos.

Adicionalmente, os mestres em Biomateriais e NanoMedicina adquirem competências para projetar e conduzir projetos/experiências científicas e interpretar os respetivos resultados e para comunicar de forma eficaz em ambiente académico e empresarial.

Plano curricular

Saídas profissionais

Os mestres em Biomateriais e NanoMedicina adquirem um conjunto único de conhecimentos e aptidões que faz deles profissionais essenciais tanto em grupos de investigação dedicados a estas áreas como em indústrias com elevado impacto económico para fazer face às necessidades de um mercado em desenvolvimento e inovação exponencial, por exemplo: as indústrias de dispositivos médicos, farmacêuticas, de cosméticos e de tecidos e órgãos bio-sintéticos.

Horário de funcionamento

Diurno

Propinas 

Estudantes nacionais: 1500 Euros/anual

Estudantes internacionais: 7000 Euros/anual
 

Candidaturas

1ª Fase: 17 a 28 de fevereiro 2021
2ª Fase: 18 de junho a 22 de julho 2021
3ª Fase: 30 de agosto a 15 de setembro
 
Os candidatos aceites terão de pagar (no prazo máximo de 7 dias seguidos a partir da data de colocação) uma taxa no valor de 100 euros, não reembolsável, a deduzir, após a matrícula, no valor total da propina.
O não-pagamento dentro deste prazo implica a exclusão automática do candidato. Não são consideradas exceções  nem pagamentos em atrasoQualquer pagamento realizado fora de prazo não será restituídomantendo-se o candidato excluído.

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2021/2022

Vagas para 2021/2022:

24

Regras de acesso:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal na área das Ciências de Engenharia, Ciências Exatas ou Ciências Naturais.
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia;
  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia sob proposta da CC do ciclo de estudos.

Critérios de seriação:

  1. Classificação de curso;
  2. Curriculum académico e científico;
  3. Carta de motivação;
  4. Eventual entrevista.

Coordenador do curso:

Professor Jorge Alexandre Monteiro de Carvalho e Silva

mbnm.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 147/2020 em 02/10/2020

A3ES

Data de publicação da decisão de acreditação: 09/09/2020

Validade da acreditação:
6 anos contados a partir de 31/07/2020

Sobre o Departamento de Ciência dos Materiais

O Departamento de Ciência dos Materiais (DCM) da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA foi o primeiro a ser criado a nível Nacional, em 1976, por iniciativa do seu primeiro presidente, o Prof. Leopoldo Guimarães. O objetivo inicial foi o de criar cursos de extensão universitária na área dos materiais conducentes à criação de uma licenciatura de raiz que abrangesse uma vasta gama de domínios científicos, nomeadamente a metalurgia, os materiais semicondutores, os materiais poliméricos e mesomorfos, os materiais cerâmicos e vidros, a cristaloquímica e o controle de qualidade.

Desde então o Departamento de Ciência dos Materiais tem crescido e diversificado as suas atividades, devido essencialmente ao esforço do seu corpo docente e técnico, consubstanciado num vasto número de projetos (académicos e industriais) financiados por entidades Nacionais, Europeias e Internacionais. Tal permitiu a sua moderna adequação às novas tecnologias, dispondo para tal de infraestruturas laboratoriais únicas em Portugal, de ensino e de investigação, reconhecidas internacionalmente e que têm permitido formar Engenheiros de Materiais de elevada qualidade científica e técnica, capazes de responderem às solicitações da sociedade atual.

Saber mais

Sobre o Departamento de Ciências da Vida

O Departamento de Ciências da Vida (DCV) incide a sua atividade no ensino e investigação em domínios da Biologia fundamental relevante para aplicação em áreas da Biotecnologia e Biomedicina.

O DCV é responsável pela Licenciatura em Biologia Celular e Molecular (1.º Ciclo), pelo Mestrado em Genética molecular e Biomedicina (2.º Ciclo) e pelo Programa de Doutoramento em Biologia (3.º Ciclo), colaborando em vários cursos da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA e da NOVA.

O DCV integra uma Secção Científica que agrupa as áreas científicas de Microbiologia, Genética e Biologia Celular. Desenvolve atividades de investigação científica e tecnológica em parcerias nacionais e internacionais, participando em projectos de I&D em Microbiologia, Genética Molecular e Humana, Biotecnologia, Nanobiotecnologia e Biologia Celular.

Saber mais

Sobre o Departamento de Física

O Departamento de Física (DF) é uma unidade de ensino graduado e pós-graduado (1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino superior) e de investigação fundamental e aplicada nos domínios da Física, da Engenharia Física e da Engenharia Biomédica, estando ainda vocacionada para o desenvolvimento científico e tecnológico, para a prestação de serviços e para a divulgação científica. Para além de ser responsável pelos Mestrados Integrados em Engenharia Física e Engenharia Biomédica, bem como pelos Programas Doutorais nas mesmas áreas, em Física e pelos Programas Doutorais “NOVA Instrumentation for Health - NOVA I4H” e “Radiation Biology and Biophysics - RaBBiT", o DF assegura o ensino das unidades curriculares de Física básica a todos os cursos da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA.

Com origem num pequeno núcleo existente desde o nascimento da Escola, gerido pelo Prof. Manuel Laranjeira (então Reitor da NOVA), o Departamento de Física foi reconhecido formalmente em 1986, tendo mantido desde então um corpo docente de cerca de 30 pessoas. As suas atividades em Física e Engenharia Física foram alargadas em 2000 para incluir a Engenharia Biomédica.

A atividade científica do DF desenvolve-se essencialmente em duas Unidades de Investigação, o LIBPhys-UNL e o CEFITEC. A investigação abrange diversas áreas, tais como nanofísica e energia, física atómica e molecular, física nuclear e dos plasmas, física das interfaces, lasers e optoeletrónica, detetores, criogenia, técnicas analíticas aplicadas à saúde e património cultural, instrumentação médica e imagem médica.

Saber mais

Sobre o Departamento de Química

O Departamento de Química (DQ) constitui uma unidade de ensino e de investigação da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, vocacionada para a qualidade do ensino, o progresso da investigação e a prestação de serviços especializados à comunidade nas áreas fundamentais da Química, Engenharia Química e Bioquímica e Biofísica. O DQ, criado em 1981, tem reconhecida implementação no mercado de ensino e de trabalho, em particular devido à então novidade e especificidade introduzida pela Licenciatura em Química Aplicada, com o qual se iniciou o ensino da Química na Faculdade.

Saber mais