Tecnologias em Agricultura de Precisão

Ensino

Mestrado em Tecnologias em Agricultura de Precisão

A Universidade NOVA de Lisboa, através da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT-NOVA) e a Universidade de Évora, confere o grau de Mestre em Tecnologias em Agricultura de Precisão (MTAP).

Entra em funcionamento no ano letivo de 2018/2019. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 120 (4 Semestres). O primeiro semestre funcionará nas instalações da FCT/UNL e o segundo semestre, na Universidade de Évora.

Os candidatos titulares do grau de licenciatura pré-Bolonha ou de um 2.º ciclo, em qualquer área de ciências naturais, exatas ou tecnologia, áreas afins ou equivalente legal, poderão solicitar creditação às unidades curriculares dos respetivos cursos.

Objetivos

1). Preencher o vazio formativo (pós-graduado) nesta área do saber, a nível nacional;

2). Dotar os alunos de capacidades e competências numa área económica e do conhecimento em franca expansão a nível mundial, pois a mesma está normalmente associada a processos eficientes e ambientalmente sustentáveis, proporcionando normalmente índices de rentabilidade agrícola elevada;

3). Facilitar a incorporação de novas tecnologias nos processos produtivos nacionais associados à agricultura.

Saídas Profissionais

Os Mestres em Tecnologias em Agricultura de Precisão estarão aptos em Consultoria em Agricultura de Precisão num âmbito mais lato; num âmbito mais restrito poderão, do ponto de vista profissional: i) desenvolver levantamentos geoelectricos em empresas que estudam a variabilidade espacial do solo, bem como, o estudo inteligente da variabilidade espacial dos seus nutrientes; ii) elaborar mapas de aplicação variável (VRT) de nutrientes e outros factores de produção nomeadamente fertilizantes e sementes; iii) operar distintos tipos de GNSS, seja ele para georeferenciação de parcelas, seja para amostragens de solo, plantas e outros; iv) operar distintas máquinas e equipamentos agrícolas, nomeadamente na gestão diferenciada de factores de produção; v) desenvolver trabalhos ao nível dos sensores remotos nomeadamente no processamento de imagens de satélite com aplicações agronómicas; vi) desenvolver trabalhos ao nível dos sensores próximos, nomeadamente na monitorização de parâmetros de gestão (quantidade e qualidade) das culturas; vii) desenvolver trabalhos ao nível do processamento de grandes volumes de dados, utilizando para tal linguagens de programação apropriadas; viii) instalar, sensores IoT, bem como, gerir a aquisição de grandes volumes de informação; ix) trabalhar com técnicas de inteligência artificial e manuseamento de grandes volumes de dados; x) desenvolver estudos económicos na implementação de novas tecnologias; xi) desenvolver investigação aplicada no âmbito da Agricultura de Precisão. 

Plano curricular

Horário de funcionamento:

Diurno/ Pós-laboral

Propinas:

Estudantes nacionais: 1.500,00 €/anual

Estudantes internacionais: 4.500,00 €/anual

Candidaturas:

1ª Fase: 04 a 31 de Julho de 2018

2ª Fase: 27 a 31 de Agosto 2018

Candidaturas

Condições de acesso para o ano letivo de 2018/2019

Vagas para 2018/2019 :

35

Regras de acesso:

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em Tecnologias em Agricultura de Precisão:

a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em ciências naturais, agronomia, tecnológicas agroalimentares ou áreas afins;

b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este processo nas áreas científicas referidas em a);

c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro nas áreas científicas referidas em a), que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelos Conselhos Científicos da FCT NOVA ou ECT-UEv;

d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional nas áreas científicas referidas em a), que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão legal competente da Instituição Coordenadora, por proposta da Comissão Científica do Mestrado em Tecnologias em Agricultura de Precisão.

Critérios de seriação:

  1. Classificação do curso;
  2. Curriculum académico e científico;
  3. Currículo profissional;
  4. Eventual entrevista.

Coordenador do curso:

FCT/UNL – Professora Maria Fernanda Guedes Pessoa

UÉvora – Professor José Rafael Marques da Silva

mtap.coordenador@fct.unl.pt

Registo e Acreditação

DGES

Registo n.º R/A-Cr 39/2018 em 24/05/2018

A3ES

Acreditação prévia em 09/03/2018, por 6 anos

Sobre o Departamento de Ciências da Terra

Departamento de Ciências da Terra (DCT) da FCT NOVA, cujo regulamento foi recentemente revisto (DR 99, 2º série de 23 de Maio de 2011), constitui unidade  de ensino graduado e pós-graduado e de investigação, nos domínios da Ciência e Engenharia Geológica e nos destes afins ou interdisciplinares. Cabe-lhe, promover o desenvolvimento científico e tecnológico, a prestação de serviços, actividades de extensão universitária, e desenvolvimento de actividades de divulgação.

Saber mais